Como os chatbots atendem as necessidades dos millennials?

É normal que cada geração tenha sua postura e hábito quanto às novas tecnologias, sendo uma preocupação das grandes marcas e empresas conseguir se adaptar para manter a relevância e identificação com o consumidor. Para atender os jovens millennials, que valorizam as experiências online e a praticidade, oferecer um atendimento por chatbot é um diferencial que pode trazer vantagens tanto para as empresas quanto para os clientes.

Chatbots X Millennials: praticidade no mundo online

Conhecidos como Millennials, a geração que nasceu após anos 80 até a virada do século é formada por jovens que hoje já estão atuando no mercado de trabalho e formando uma nova leva de consumidores. Entre as características mais marcantes dessa geração há justamente a inquietude, a valorização do imediatismo e a preferência de experiências às compras materiais.  

Para esses jovens que já cresceram com a evolução das tecnologias e consolidação da Internet, conversarem por aplicativos de mensagens, como o Messenger, faz parte de uma realidade em que a distinção entre o online e o real é cada vez mais tênue e a necessidade de praticidade é uma constante. Assim, para esses jovens entrar em contato com marcas com call centers ou enviar um e-mail para ser respondido dias depois simplesmente não faz mais sentido em um mundo de mensagens imediatas.  

Justamente por ser uma geração que valoriza a praticidade, comodidade e a experiência personalizada, os chatbots podem ser ferramentas importantes para conseguir atendê-los com eficiência dentro dos aplicativos que esses jovens já usam para interagir com o mundo. Assim, especialmente para as marcas que atendem o público mais jovem ou mantém como valor a inovação, apostar no chatbot como canal digital de atendimento, disponível 24 horas por dia, é um diferencial que pode ir ao encontro das necessidades desse novo público consumidor.

A transformação para atender esse público já está acontecendo e não é mais uma ideia futurista: de acordo com a Gartner Research, a estimativa é que até 2020, 85% das interações entre marcas e clientes será realizada com o uso dos chatbots e a inteligência artificial, justamente pela popularidade dos apps de mensagens. Como sempre indicamos, porém, para o desenvolvimento de um chatbot eficiente é indispensável conhecer muito bem o público-alvo e traçar um bom planejamento para conseguir dialogar com ele, resolvendo problemas e solucionando as principais dúvidas.

Quer saber mais como os chatbots podem ter aplicações que vão muito além do atendimento eficiente ao cliente? Acesse nossos conteúdos semanais  sobre chatbots.

Deixe um robô trabalhar para você! Entre em contato com a Livetalk.

LEIA TAMBÉM