Atendente Robô: os chatbots expandem no Brasil!

94% dos usuários brasileiros se conectam para trocar mensagens por aplicativos, o que demonstra o potencial dos chatbots como principal canal de atendimento para grandes marcas.  

Talvez você nem sabia que já foi atendido por um robô! Longe da ideia de seres humanóides prateados, as interações por chatbots são bem mais simples, ágeis e podem até serem confundidas com interações normais de chats ou aplicativos de mensagem.

Por essa agilidade, os chatbots já são uma realidade para marcas brasileiras e apresentam o potencial de conquistarem ainda mais espaço em breve, quer saber como?

Mercado Brasileiro X Chatbots

O mercado brasileiro por suas características estimula a expansão dos chatbots, já que 94% dos usuários ficam conectados para trocar mensagens e imagens por aplicativos de comunicação como indicado pelo IBGE 2018, além disso, mais da metade dos acessos à internet no país é realizado por aparelhos móveis, em especial no Norte e Nordeste, onde o uso de computadores é mais baixo.

Nesse contexto em que os aplicativos de mensagens como Whatsapp e o Facebook Messenger são mais populares e acessados que redes sociais como Instagram ou Twitter ou mesmo que o e-mail, de acordo com o IBGE, é importante que as empresas entendam o potencial dessas ferramentas se tornarem o canal de atendimento oficial ao cliente e, consequentemente, tenham um volume de interações cada vez maior.

Assim, nessa realidade em que os consumidores brasileiros utilizam cada vez mais aplicativos de mensagens em dispositivos móveis, os chatbots representam uma importante ferramenta para manter o atendimento disponível 24 horas por dia.

Chatbots precisam resolver problemas

Pela agilidade, atendimento padronizado e disponibilidade 24 horas, espera-se que o mercado de chatbots atinja a estabilidade em 2025 de acordo com a Grand View Research (2017).

Apesar de cada vez mais populares, é notável que muitos chatbots em português ainda apresentam problemas de interação, como a falta no foco na experiência do usuário, terminando as interações sem que as dúvidas ou problemas mais comuns sejam resolvidas. Afinal, por mais tecnológico e divertido que seja interagir com um robô, os consumidores só utilizarão esse canal de contato se, de fato, tiverem seus problemas resolvidos.

A medida que a tecnologia vai se aprimorando e as empresas aprendem as melhores práticas para trabalhar com os chatbots, a popularização da ferramenta será uma alternativa cada vez mais provável para conseguir oferecer um atendimento eficiente e padronizado.

Superando esses principais problemas, a popularização dos chatbots será uma alternativa cada vez mais provável para conseguir aproximar marcas e clientes com eficiência e padronização.

Quer saber mais como os chatbots podem ter aplicações que vão muito além do atendimento eficiente ao cliente? Entre em contato com a gente.

LEIA TAMBÉM